Home Sociedade Falsos analistas suspeitos de burla

Falsos analistas suspeitos de burla

Falsos analistas suspeitos de burla

Clientes da Águas do Ribatejo foram abordados nas suas casas por indivíduos que abusivamente se apresentam como colaboradores da AR e que recolhem informações pessoais e sobre hábitos de vida dos clientes

A ÁGUAS DO RIBATEJO recebeu esta semana várias denúncias de clientes do Município de Alpiarça que foram abordados por indivíduos que se dizem colaboradores da empresa e que propõem a realização de testes à qualidade da água.

Esta situação já se verificou noutros concelhos, como oportunamente a AR denunciou junto dos clientes e das entidades competentes. Os primeiros contatos são feitos por telefone, ou em abordagens em espaços públicos, sendo proposta uma visita ao domicílio dos consumidores para fazer o diagnóstico da qualidade da água.

Segundo os denunciantes, os indivíduos mostram possuir conhecimentos sobre a empresa e o seu modo de funcionamento e alegam a existência de problemas na qualidade da água para justificar a visita e os procedimentos de recolha de amostras e realização de análises.

Noutras situações, os indivíduos apresentaram-se de surpresa junto das residências, alegando ser funcionários da ÁGUAS DO RIBATEJO e realizando um inquérito às pessoas, onde colocaram questões sobre a sua identificação, tipo de agregado familiar, rendimentos e hábitos de vida. Perante esta situação a ÁGUAS DO RIBATEJO alertou as autoridades e esclarece o seguinte:

1.A ÁGUAS DO RIBATEJO garante que não existe qualquer problema com a qualidade da água nos municípios de Almeirim, Alpiarça, Benavente, Coruche, Chamusca, Salvaterra de Magos e Torres Novas.

2. A AR não está a fazer visitas aos domicílios dos clientes nem está a realizar inquéritos ou recolhas de amostras.

3. A ÁGUAS DO RIBATEJO não autorizou nenhuma empresa ou entidade a fazer qualquer tipo de inquérito aos seus clientes, nem visitas aos seus domicílios para recolha de amostras.

4. Todos os colaboradores da ÁGUAS DO RIBATEJO e das empresas e entidades que colaboram com a AR, estão obrigados a identificarem-se perante os clientes ou quem solicite a sua identificação dentro dos princípios legais.

5. Se for abordado nos termos descritos, deve contatar as autoridades policiais da área da sua residência (GNR ou PSP) e a empresa ÁGUAS DO RIBATEJO para que a sua informação contribua para as investigações em curso.

6. Se já foi sujeito a abordagem e facultou dados pessoais ou cópias de documentos deve participar a situação às autoridades policiais para prevenir eventual uso abusivo da informação recolhida.